O que quero

Quero que me veja e viva
Que acorde da não-vida
Que sorria só pra mim.

Quero ser ídolo e herói,
O amor insano que dói,
Ser paixão e seus afins.

Quero a quase alforria,
A prisão de alegrias,
Ter o teu amor devoto.

Quero encurtar tuas distâncias,
Entre amor e confiança,
Entre altar e nossos votos.

Pois o que quero é ser apenas,
Nem que seja a duras penas,
Tua reza, tua libido.

Pois é tudo o que almejo,
É servir aos teus desejos,
E ser por eles servido.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s