Parte de mim

Música tema do curta-metragem “Lamúria”, escrito e dirigido por Nathan Cirino.
(Música: Nathan Cirino e Katharine Nóbrega / Arranjos: Vito Quintans
e Gilmar Cavalcante/Intérpretes: Katharine Nóbrega e Nathan Cirino)

Parte de mim nem te percebeu
Parte de mim você convenceu
Veio de mim parte do amor
da sensação, daquilo que for

Eu que mal sei como me guiar
Eu não aprendi nem mesmo a rezar
E veio você pra falar da dor
Da sensação, daquilo que for

Como é que se faz, vem cá e me diz
Como é que se tem o tal final feliz
Como é que se faz, me diz eu não sei
Você não me viu, mas eu te emoldurei
Parte de mim não sabe querer
Parte de mim parte de você
Parte de mim e sai pra jamais voltar
Parte de mim e parte o teu lugar.

Será possível que me espera
Só a mim e nada mais
Que se possível me venera
Que é possível me amar mais?
Será que existe algum indício,
Algum vestígio ou pista?
A sobra do desperdício
A falha do malabarista.
Será possível que me fale,
Como eu falo na surdez,
Que entenda, mas se cale,
Que espere minha vez?
Se houvesse algum indício,
Algum vestígio, uma pista…
Mas só resta o malefício
Sob o pé do equilibrista.

Parte de mim não sabe querer
Parte de mim parte de você
Parte de mim e sai pra jamais voltar
Parte de mim…

Parte de mim não sabe querer
Parte de mim parte de você
Parte de mim e sai pra jamais voltar
Parte de mim e parte o teu lugar.

>>> Download da música aqui.

23 comentários

  1. Estou completamente APAIXONADO pela música, e de um bom gosto, de um sentimento e pureza que desencadeia arrepios do começo ao fim.
    Parabéns e obrogado por compartilha-la

  2. Oi.
    Cheguei a pouco do Festival Mix Brasil, fui lá só para assistir ‘Lamúria’, e mais uma vez, Parabéns! Muito bom mesmo o curta. Os poemas quando lidos era impossivel de se ouvi um sussurro na sala. Fiquei encantado com tudo, música, poema, os atores, que por sinal foram fastásticos.
    Creio ter gostado tanto por ser um pouco romântico, mas creio ter gostado mais ainda pelo excelente romancista que você é.
    Ganhou mais um fã!
    Até mais. ^^

    1. Muito obrigado, Wesley! Estar no Mix foi um grande prêmio pra mim e para a equipe. Foram ótimas sessões mesmo… Fico feliz que tenha gostado! Espero que venham outros festivais com outros filmes para que vc veja então. 🙂

      Valeu mesmo pelo apoio.

    1. Olá, Lane

      O filme está atualmente com exibição cedida ao Canal Brasil, onde tem sido exibido. No final deste ano ele deve ir pra net pelo mesmo canal, desta vez no programa do Jean Wyllys chamado “Cinema em outras cores”. Avisarei por aqui e no meu face! Abraço. 🙂

  3. Nathan, assisti hoje o curta no Canal Brasil e fiquei encantado.
    É singelo e profundo. Realmente bonito.
    Gostaria de parabenizá-lo pelo trabalho. Seu e da equipe.
    Gostaria também, se não for incômodo, de saber quais os poemas lidos no curta. Especialmente o que o que o professor lê no início, o que Bruno lê quando cansa de esperar pelo professor, e o Lamúria (é original?).

    1. Obrigado, Ruan! Fico feliz por esse feed back. Os poemas não creditados são meus e estão todos aqui na sessão de poesias. o do começo é “as sem razões do amor” de Drumond e usamos outro do Quintana na cena da sala de aula. Todos os outros são meus mesmo.

      1. Nathan, eu que agradeço pela atenção.
        É difícil parar de ler seus poemas. São de uma sensibilidade incrível. Alguns me fazem até querer amar (algo que tento nunca mais).
        Infelizmente não sou tão bom com palavras para parabenizá-lo o suficiente.

  4. Acabei de assistir o filme no Canal Brasil. É extremamente bonito, honesto, puro. Não sou muito de poesia, mas achei incrível como as palavras fazem sentido nesse filme. Após assistir a entrevista, achei que uma frase dita por ti, Nathan, sintetiza a história do filme e do protagonista: “Aquele momento sublime trazendo a tona à realidade do personagem através da poesia.”

  5. Olá, tenho assistido todos os curtas do programa, todos têm muita qualidade. Quero agradecer pela oportunidade que você nos proporcionou com o curta, tão puro, singelo. Mais bonito foi a mudança de olhar do amigo…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s